Logo Cerva Nossa de Cada Dia

1a DEGUSTAÇÃO DIRIGIDA - LOJA MESTRE CERVEJEIRO.COM EM ARACAJU 24 de Abril/2016



Aproveitando o aniversário de 500 anos da "Reinheitsgebot" (Lei de Pureza da Cerveja Alemã), a loja aracajuana da franquia Mestre Cervejeiro.com promoveu sua 1a “Degustação Dirigida”, com seis rótulos alemães.

Se você ainda não ouviu falar nessa tal de "Reinheitsgebot" (a voz do google tradutor pode te ajudar na pronúncia), é o seguinte: há 500 anos, os alemães já produziam e bebiam muita cerveja. O problema era que muita gente estava produzindo cervas com ingredientes tóxicos e de qualidade duvidosa.

Pra acabar com a “bagunça” e criar um padrão de qualidade, o Duque Guilherme IV, da Baviera, promulgou uma lei determinando que os únicos ingredientes que poderiam ser utilizados na produção da cerveja seriam água, malte de cevada e lúpulo (nesta época as leveduras ainda não eram conhecidas).

Obviamente, naquela época, o contexto era bem diferente do atual. A lei ganhou ajustes, ficou mais flexível e, hoje, é vista muito mais como um “patrimônio cervejeiro alemão” do que como uma regra universal. Isso não significa que muitas cervejarias alemãs deixaram de segui-la.

Lembre-se também de que outras grandes escolas cervejeiras, a exemplo da belga, da inglesa e da americana, não são pautadas na lei alemã e nem por isso produzem cervejas inferiores.

Mas vamos ao tema do post: a degustação dirigida.

Curti muito a proposta. Funcionou tanto pra quem nunca teve contato com o universo das cervejas especiais quanto pra quem “já é do ramo”.

De uma maneira muito descontraída, fomos conduzidos por Antônio, sommelier de cervejas e um dos sócios da franquia aqui em Aracaju. Quem também ajudou a cuidar dos detalhes foi o Herbert, gente boa e consultor de vendas da loja (compre uma cerva lá, diga que leu este post e ganhe um beijo dele).

Cada uma das cervejas selecionadas foi provada com bastante atenção. Da leitura do rótulo, passando pela maneira adequada de servir, análise da cor, aromas e, finalmente, sabores, seguimos por três horas conversando, dividindo opiniões, contando “causos” e anotando tudo num modelo de “ficha de degustação”.

Abaixo, um pouquinho do que consegui registrar entre um gole e outro:

Licher Hefe-Weizen - a primeira cerva provada na noite.

 

 

Analisando a cor... 

 

"Chutei" tudo na letra C. 

 

A fila começou a andar. Segundo rótulo.

 

Mister M (perdão... não anotei o nome dele) testando o olfato.

 

O correligionário Evanderlan "molhando a palavra". 

 

Desce a próxima! (Holzar Bier – a “Cerveja do Lenhador”).

 

Antônio, Beer Sommelier e um dos "culpados" pelo evento.  

 

Quarta cerva da noite. Mas pode chamar de Bacon Líquido. Fantástica! (Schlenkerla Rauchbier).

 

Júnior, um dos participantes, bebendo e aprendendo.

 

Momento "Depois me manda pelo zap?"

 

Momento "Paparazzi" protagonizado por Herbert, "O Cara"!

 

Penúltima (aaaaahhhhhhhh...) cerva. Doppel Hirsch - uma doppelbock com 7,2%ABV.

Últimos goles...porém não menos gostosos. TAP 5 da Schneider, feita em parceria com a Brooklyn - dispensa comentários!  

 

Fico por aqui...

Parabéns aos responsáveis pela iniciativa e que venham mais eventos assim!

Saúde e até já.



Comentários

Envie seus comentários

Imagem de Segurança

Página Principal Sobre Contato

Todos os direitos reservados @cervanossadecadadia

Rolar para cima